FANDOM


{{#if: |
U.R.S.
União das Repúblicas Socialistas
Ficheiro:Http://www.nationstates.net/images/flags/somalia--62.jpg
Bandeira da URS
Hino nacional: Glória à Estrela Branca
Gentílico: stariano

http://img217.imageshack.us/img217/279/200pxunitedstatesorthog.png
Capital Valtland
Cidade mais populosa Crystal City
Língua oficial Stariano
Língua não-oficial alemão, assuriano, espanhol, inglês e russo
Governo Federação
 - Presidente Maximus Thorvald
 - Secretário da Diplomacia Philip Noah
Marcos históricos  
 - Fundação da União de Kalmar 2008 
Área  
 - Total 8 522 596 km² (º)
População  
 - Estimativa de 1 055 900 000 hab. (º)
 - Densidade 123.89 hab./km² (º)
PIB (base PPC) Estimativa de
 - Total 39 001 365 911 919 US$(Mar/10) (º)
 - Per capita 36 936 US$ (º)
Indicadores sociais
Moeda Escudo ()
Fuso horário (UTC)
Organizações internacionais OCDE, OIE, ATE
Cód. Internet
Cód. telef. +253

A União das Repúblicas Socialistas é um estado federal composto por dez repúblicas semi-independentes e duas regiões administrativas autónomas.

História Editar

Breve história do Império de ValtlandEditar

As informações mais antigas acerca de região onde actualmente se encontra a URS remontam a cerca de 1200 anos, quando Magno de Tramal conseguiu a união de povos do ocidente e iniciou uma campanha militar para oriente. A união de todos os pequenos reinos desta zona deu origem ao Império de Valtland, que viu Magno I como seu primeiro Imperador. 10 Imperadores dominaram este Império durante cerca de 400 anos.

As actuais regiões da URS nasceram há cerca de 800 anos, aquando da divisão do Império de Valtland. O último Imperador, Zen-Hassan decidiu dividir o seu Império e oferecer uma região a cada um dos seus seis filhos.

Nasciam então o Império Oriental de Crystal, o Império Ocidental de Alin-Assur, o Reino de Pratzen, o Reino de Savedra, a União dos Povos de Hacken e o Império Central de Valtland.

Breve história das regiões de White StarsEditar

O Império Oriental de Crystal foi entregue ao filho mais velho de Zen-Hassan e viu Hugo I como seu primeiro Imperador. Hugo instalou o primeiro regime semi-democrático na região da actual URS, ao permitir que os cidadãos elegessem o seu representante para o Conselho Imperial. O Império Oriental de Crystal foi o mais rico e poderoso dos seis durante cerca de 500 anos. No reinado de Henrique II, o Império foi arrasado por doenças e guerras, que levaram ao declínio do mesmo. Nessa altura, para impedir que o Império fosse invadido pelos povos nórdicos do Reino de Savedra, Henrique II aceitou a anexação do Império pela União dos Povos de Hacken e abdicou do poder.

A União dos Povos de Hacken seguiu um modelo semelhante ao de Crystal e tornou-se desde cedo um aliado do Império Oriental. Um Conselho de Sábios tomava as decisões, sendo um dos filhos de Zen-Hassan nomeado Conselheiro-Chefe do Conselho, que detinha o poder nas suas mãos. A nação evoluiu prosperamente e anexou o Império Oriental de Crystal. 100 anos depois, uma revolução derrubou o Conselho e instaurou a República de Hacken, sendo Gregory Vermeill nomeado Presidente da República. O seu sucessor, César Andrade viu a República ser invadida pela máquina de guerra de Miorel Tadescu cerca de 3 anos depois de tomar posse, altura em que a República de Hacken foi absorvida pela União das Repúblicas Fascistas.

O Reino de Savedra não chegou a nomear Imperador, pois o filho de Zen-Hassan faleceu poucas semanas depois da divisão do Império. A zona sobreviveu num estado permanente de guerra civil durante cerca de 300 anos, com diversos líderes tribais a lutar pelo controlo do Reino. Surgiu então Sergen Gratski, que através da força conseguiu agrupar todas as cidades do Reino e cimentar de novo o Reino de Savedra, proclamando-se Rei e governando até aos 112 anos de idade. Vários reis reinaram durante cerca de 400 anos, até que um jovem anti-monárquico, de seu nome Miorel Tadescu, influenciado pelos vizinhos fascistas de Pratzen, organiza um partido fascista clandestino e aos 40 anos de idade consegue tomar o poder, executando a família real e instaurando a República Fascista de Savedra. Poucos anos depois invade a República de Pratzen e o Império Central de Valtland, formando a União das Repúblicas Fascistas.

O Império Central de Valtland foi sempre considerado o centro da região e nunca foi atacado pelos seus vizinhos. O filho de Zen-Hassan recusou tomar o poder e criou o Conselho de Valtland, em que um conselheiro de cada nação vizinha teria poder e todos juntos governariam o Império Central. Com a queda dos reinos vizinhos, o Império Central começou a entrar numa fase de decadência e acabou por viver semi-governado pela República de Pratzen até à invasão de Savedra, quando começou a fazer parte da URF.

O Reino de Pratzen foi o primeiro a seguir o caminho da democracia moderna. No entanto esta democracia durou pouco, pois o Partido Fascista assumiu o poder e concentrou a responsabilidade de governar no partido, em vez de num só homem. Terminou com as eleições e tornou-se na República Fascista de Pratzen. Esta ditadura acabou por influenciar o jovem Tadescu, que acabaria por organizar a revolução em Savedra e formar a URF.

O Império de Alin-Assur sobreviveu practicamente isolado do resto das nações. Assir Nabah, filho de Zen-Hassan, era um devoto fiel do Deus Indino e proclamou-se como Semir de Alin-Assur, que significa Representante Indino na Terra. Os exércitos de Alin-Assur eram temidos pela sua devoção e extremismo, e por isso nunca foram invadidos por ninguém e tornaram-se uma nação isolada do resto do mundo, prejudicando assim o seu desenvolvimento. Resistiram às tentativas de invasão da URF, e só integraram a ex-República Popular de White Stars por referendo político, sendo ainda hoje a única região da URS que consagra direitos religiosos oficiais aos seus cidadãos.

União das Repúblicas FascistasEditar

A ideia desta união nasceu da cabeça de Moriel Tadescu, ditador de Savedra há cerca de 50 anos. Tadescu construiu uma impiedosa máquina de guerra e anexou todas as nações da zona. Tadescu governou a URF com punho de ferro, proibindo todos os partidos políticos e todas as religiõese tornando a União numa uma potência a nível mundial.

Revolução SocialistaEditar

Há cerca de 8 anos deu-se a Revolução Socialista, que derrubou o Governo de Tadescu. A revolução foi liderada pelo Herói Nacional Nikolai Bradzienitsch e pelo seu Exército Revolucionário da Estrela Branca. Bradzienitsch foi influenciado pelos governos de esquerda de Utopyah e Bad Omen e colocou a população do seu lado. Tadescu não se deu por vencido facilmente e teve lugar a Guerra dos 300 dias. Exactamente 300 dias depois da revolução, Tadescu suicidou-se em Valtland e o Governo Fascista declarou-se vencido.

Nascimento da República PopularEditar

Bradzienitsch proclamou então o nascimento da República Popular de White Stars, em homenagem ao seu Exército. No entanto Bradzienitsch não aceitou o cargo de Presidente, pois o seu sonho era ver eleições livres na sua terra. Convocaram-se então eleições para Presidente e para a Assembleia Nacional. Todos os partidos políticos foram autorizados. As eleições ditaram a vitória do Partido Socialista Vermelho e a eleição de Maximus Thorvald, ex-companheiro de armas de Bradzienitsch como primeiro Presidente da República Popular.

União com Alin-AssurEditar

Uma das primeiras medidas de Thorvald foi propôr uma união com o Império de Alin-Assur. A situação de pobreza do Império levou a que um referendo desse a vitória ao "sim" à União, sendo o Império anexado pela República Popular.

Primeira Constituição PolíticaEditar

Thorvald instaurou um sistema de eleições livres e permitiu a existência de empresas privadas, contrariando a ideia de Bradzienitsch, que fundou assim o Partido Marxista. Thorvald criou as regiões actuais do país, obedecendo à divisão que Zen-Hassan havia realizado 1200 anos antes. Cada região teria eleições e autoridade para decidir certos apsectos da vida regional.

Criou-se então a Primeira Constituição Política, que ditava em traços gerais, o seguinte:

-O Presidente da República é o chefe de Governo tem o dever de representar a nação a nível internacional e fazer cumprir o que se decide na Assembleia. Possui poderes que lhe permitem ir contra as decisões dos governos regionais e poderes para lançar referendos públicos quando acha necessária a intervenção do povo nas decisões da Assembleia. Pode dissolver a Assembleia, se achar necessário, coisa que nunca sucedeu até hoje.

-Assembleia Nacional: discutem-se leis, que se aprovadas, serão postas em prática pelo Governo Presidencial. De uma forma simplista, a Assembleia fornece o material com que o Governo terá de trabalhar.

-Os Governos Regionais seguem as directivas fornecidas pelo Governo e poderão, com o conhecimento e aprovação do mesmo, modificá-las conforme as características específicas de cada região. Existiram 6 regiões em White Stars: Crystal, Hacken, Savedra, Alin-Assur, Pratzen e Valtland.

-Todas as eleições têm lugar de 4 em 4 anos e todos os individuos com mais de 18 anos estão habilitados a votar. Cidadãos estrangeiros ganham o direito ao voto ao fim de 10 anos de permanência no país, e caso aceitem renunciar ao direito de voto no seu país de origem.

A República Popular e a Internacional SocialistaEditar

Já com a economia em ascenção e a criação de uma sociedade socialista em marcha, Thorvald procura apoio exterior e pede a adesão de White Stars à Internacional Socialista. Esta foi aceite e White Stars foi vice-representante desta organização. A Internacional Socialista teve como membros os países de esquerda da região lusitana e a cooperação entre os seus membros extendeu-se practicamente a todos os níveis.

Tentativa de Revolução em Alin-AssurEditar

Selam-Akat, um revolucionário religioso tenta sem sucesso uma Revolução para devolver o poder em Alin-Assur aos descendentes do último Imperador de Alin-Assur, Koral Almati. Tem lugar uma guerra civil, marcada por diversos atentados terroristas e tensões a nível internacional.

Akat acaba por ser capturado e a ordem restabelecida em Alin-Assur.

Fim da Internacional SocialistaEditar

Devido a problemas internos e à crescente ineficácia da instituição, o acordo que ligava as nações socialistas da região chegou finalmente ao fim. As relações de amizade e cooperação mantiveram-se, mas deixou de existir uma organização que as ligasse.

Jansen e a União das Repúblicas SocialistasEditar

Espen Jansen sucedeu a Thorvald e renovou a organização do país, eliminando desde logo o poder central. Cada região ganhou independência política própria e criou a sua constituição, sendo por isso hoje em dia oficialmente designadas por Repúblicas Socialistas. Em todas as 6 nações foram realizadas eleições e os partidos de esquerda (Marxista e Socialistas Unidos) venceram em todas, fortalecendo assim a União. O Conselho da União foi criado para que as 6 Repúblicas reajam em uníssono a possíveis ameaças e a crises internas.

Apesar de cada República ter a sua capital, Valtland é oficialmente considerada a capital da URS.

Fazem parte da URS:

- República Socialista de Crystal - República Socialista de Savedra - República Socialista de Pratzen - República Socialista de Valtland - República Socialista de Hacken - República Popular de Alin-Assur

Política Externa Editar

A URS adopta geralmente uma postura pacífica e até hoje nunca interveio militarmente noutra nação. A economia é fortemente protegida pelo estado. Em termos políticos a URS tenta manter de forma não-oficial ligações a grupos e partidos de esquerda em todo o mundo.